quarta-feira, 3 de março de 2010

pastor comenta sobre terremoto no Chile


Pastor relata o momento do terremoto no Chile
2 de março de 2010


“Desde o dia em que coloquei os pés no Chile, há 2 meses, temos realizado, juntamente com pastores, obreiros e evangelistas, orações em favor do povo chileno, todas as sextas-feiras, às 23h, em todas as IURDs do país. Colocamos, inclusive, a mensagem “O POVO CHILENO PRECISA DE ORAÇÃO”, na Comunidade Universal – rede social do Portal Arca Universal.

No dia 27 de fevereiro, eu, minha esposa e meus filhos havíamos chegado do templo, sede da IURD em Santiago, de uma dessas orações. Cansado fisicamente, deitei à 1h da madrugada e aproximadamente às 3h30 ouvi um ruído do carro de bombeiros. Despertei e logo senti um tremor leve que foi crescendo em segundos. Minha esposa, Érika, também despertou. De repente, parecia que tudo ia cair. Muitos ruídos de vidros e gritos. Dentro de mim, uma paz, uma voz dizendo no meu interior: “Já vai passar.”

Ainda em meio àquela situação, sem luz, encontrei meu celular e usei sua luz para descer os nove andares do edifício com meus dois filhos de 4 anos, minha mulher e a ajudante da minha esposa. Naquela noite, dormimos no carro e, ao amanhecer, voltamos para o apartamento. A maioria das construções no centro de Santiago é antissísmica, mas a sensação é de estar dentro de uma gelatina. Todos temiam outros abalos, conhecidos como réplicas, de menor intensidade, mas com as construções abaladas pelo primeiro terremoto, não era seguro estar em casa. Passamos a segunda noite no carro, eu, minha mulher e os dois filhos. Temos a certeza de que agora, mais do que nunca, o Chile se dobrará diante de Deus.

Na Igreja, no domingo, muitas pessoas faziam relatos de livramento e de como, diante dos fatos, foram libertos da morte. Nós, aqui no Chile, os pastores, esposas, filhos, obreiros, vimos a mão de Deus.

Não temos notícias de nenhum membro da IURD entre os feridos. Dos 35 templos, três destes, nas cidades mais afetadas – Concepción, Talca e Talcahuano (atingida pelo tsunami) –, aguardam a liberação da Defesa Civil para poderem voltar a funcionar.

Além do processo de doação de mantimentos e roupas, está sendo organizada uma campanha de doação de sangue em todo o país depois de apelo da IURD. ”

Pastor Lúcio Monteiro, responsável pelo trabalho evangelístico da IURD no Chile

Nenhum comentário:

Postar um comentário