sábado, 15 de maio de 2010

Um Guia para a mulher


É muito comum a mulher buscar algum tipo de guia para a sua vida, tanto na área profissional quanto sentimental, e até mesmo na escolha da melhor escola para os filhos.

Qualquer que seja a resolução, é sempre difícil, pois se tomarmos uma decisão errada hoje, ela vai nos atingir mais tarde.

O povo de Israel também precisou tomar uma grande decisão quando vivia escravizado no Egito: ou permanecia na escravidão ou enfrentava o deserto e os seus perigos. Optou por enfrentar o deserto! E Deus realizou o sonho do Seu povo, libertando-o de 400 anos de escravatura.

Após a decisão, aquelas pessoas se viram diante de uma questão: como sobreviver ao deserto? Como seus filhos suportariam um lugar tão quente durante o dia, e tão frio durante a noite? Vejamos a providência divina:
“O Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite.” (Êxodo 13.21,22)

O propósito da nuvem, durante o dia, era guiar o povo no deserto e também servir de sombra, protegendo-o. Já a coluna de fogo, durante a noite, iluminava na escuridão e também aquecia.
Querida amiga, Deus não quer só realizar os nossos sonhos, mas também estabelecê-los. E se o seu sonho é que o seu marido seja um homem de Deus, Ele a honrará.

O fato de vocês pertencerem a Deus não significa que o seu casamento será um “mar de rosas”, pois isto depende de inúmeros fatores, envolvendo atitudes e comportamento.

Para que você seja feliz de verdade, precisa ter o Espírito Santo como aquela coluna que guiava os israelitas no deserto, para guiá-la rumo à realização dos seus sonhos. O Espírito de Deus é o nosso Guia.

Moisés, por exemplo, era um antes da sarça, que ardia e não se consumia (Êxodo 3), e outro totalmente diferente depois dela. Quando a pessoa é cheia do Espírito Santo, ela se torna uma sarça ardente. Sua vida ilumina a todos ao seu redor, tornando-se verdadeiramente a “luz do mundo”.

Ester Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário