Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de junho de 2010

As Aventuras do Coraçao




De repente seu coração começa a bater: vem o frio, depois o calor, e quando ele te responde com um olhar, seus impulsos te pressionam para que você atue mais rápido. Daí nasce uma idéia, e o que levaria a anos para acontecer, leva apenas segundos.


O coração foi feito apenas para viver de emoção, e a emoção não aceita se curvar para a consciência, o que traz consequências. Não! Ele quer sentir algo que não é comum. Quer novidades, e se encher de aventuras.


E quando o coração é atacado, ou ferido! Normalmente é quando quem está envolvido te decepcionou, magoou ou traiu.





E quando não é amado, de onde vem aquela paixão invasora?


Nós somos pegos de surpresa a qualquer instante, seja por uma situação ou por outra. Sempre temos a sensação que temos o controle. Agimos de uma maneira, que na maioria das vezes não traz a solução. Aí vem a frustração e o desespero. Aquela ansiedade por solucionar e que não traz nenhuma resposta.


Por quê? Por que certas situações não tem solução?


Porque quem vive baseado em seus sentimentos, realmente não tem como se salvar. Os sentimentos não têm capacidade de lutar contra eles mesmos. Somente a consciência é capaz de medir o que estamos sentindo. Somente ela pode-nos fazer enxergar e avaliar as conseqüências das decisões que tomaremos.


Normalmente não se controla os sentimentos, porque ele é imbuído de uma ansiedade. Não traz nenhuma tranquilidade, porém apenas uma aventura é a “resposta imediata”.


Não é assim que surge aquela mágoa? E o ódio?


Assim também surge a paixão, que tira a sua paz e tira seus princípios.


Não é assim também que vem o orgulho, para mostrar-se como uma resposta imediata àquilo que quero impor?


Não é assim quando você é atraída pelos vícios, mesmo sabendo que não somará nada em sua vida?


Mas o prazer de uma aventura maior, esmaga aquela voz que diz: Não faça isso!


Quantas vezes esses sentimentos nos traíram e nos deixaram na mão? Várias vezes! E somente depois do sofrimento que podemos refletir, avaliar o quão agredidos fomos psicologicamente, por deixar-nos ser levados pela força do coração.


--- O coração foge do problema, porque ele é muito sensível para lutar ---


Ele não quer resolver o problema, ele quer dar um jeitinho para ser atendido e deleitar-se na ilusão. Não quer que tomemos coragem, e enfrentemos o problema.


O coração engana, para isso minha amiga leitora, não se deixe influenciar por ele. Pense, avalie se a “certeza” que tens, não está sendo traída pelas suas emoções.


Publicado por Viviane Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário