Pesquisar este blog

sábado, 20 de novembro de 2010

Fé do Espírito




A fé só funciona quando não há sentimento. Este, aliás, tem sido o mais cruel, mais enganador e mais mortífero veneno nas religiões, em especial, nas igrejas evangélicas. O sentimento de fé adotado tem sido tão forte que fica até difícil separá-lo da fé vinda do Espírito. Claro, quando se é nascido do Espírito há discernimento para identificá-lo. Mas, não é fácil. E o pior é tentar conscientizar suas vítimas. Não aceitam.
Todavia, os fatos comprovam isso. Onde há fé sobrenatural, há vida, sucesso, conquistas. Onde há fé nascida da carne, com certeza não há cumprimento da Palavra. Resultado: péssima qualidade de vida. Nesse caso, as promessas Divinas são utópicas. Por isso, a maioria dos cristãos não consegue completar a carreira da “fé”. Desanima no meio do caminho por não ver o retorno das promessas.
Na verdade, a fé emotiva é rebelde por natureza. Seus envolvidos não aceitam praticar a Palavra porque contraria sua vontade.
Quem vive à base dos sentimentos anda na contramão da fé do Espírito. Porque esta exige contrariar seu querer.
Se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Mateus 16.24
Eis a razão por que, entre os muitos chamados, poucos são os nascidos do Espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário