Pesquisar este blog

domingo, 12 de junho de 2011

Ação voluntária leva otimismo às unidades prisionais da Bahia



Encarcerados recebem forças para enfrentar a pena e adquirem esperança para uma nova vida em Cristo
Texto e foto secretário: Ticiana Bitencourt
redacao@iurd.com


O Grupo de Evangelização em Presídios, da Igreja Universal do Reino de Deus, tem intensificado as atividades nas Unidades Prisionais de todo o Brasil, visando levar a Palavra de Deus aos encarcerados, proporcionando a eles uma esperança de nova vida.

Em Salvador (BA) e em cidades do interior baiano, voluntários se revezam no trabalho que beneficia tanto os presos quanto os familiares, com palavras de fé e orações para alívio da alma. Atualmente a população carcerária na Bahia é de 9875 presos, sendo 9351 homens e 524 mulheres, segundo dados divulgados pela Superintendência de Assuntos Penais do Estado.

Para o secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia, Almiro Sena (foto ao lado), o trabalho evangelístico é fator relevante no processo de ressocialização dos presos. “Considerando todos os credos religiosos, sou plenamente favorável. Obviamente, respeitado a laicidade do Estado, já que é facultado aos detentos o acesso ao segmento religioso que lhe for conveniente. A fé é algo bom para o espírito do ser humano, e se torna mais ainda para aquele que está privado da liberdade”, disse o secretário estadual.

Palestras são realizadas, quatro vezes por semana, dentro de penitenciárias e presídios, como forma de incentivar os detentos a compreenderem que a fé é uma alternativa importante para quem deseja mudar de vida. Nos encontros são distribuídos exemplares da Folha Universal e revistas. Eventualmente, os participantes são presenteados com Bíblias e kits de higiene.

A cerimônia do “Batismo nas Águas” também é feita nas unidades. O pastor Sérgio Simplício, coordenador do Grupo, acredita que o procedimento de fé concretiza a decisão do preso de trilhar um novo caminho. “É como um primeiro grande passo para a mudança, para a transformação de vida. Todos são passíveis de falhas, mas por meio desse trabalho eles recebem a oportunidade de recomeçar. E o batismo nas águas é a representação deste recomeço, para aquele que realmente crê e aceita o Senhor Jesus como Salvador”, disse o pastor.

Fonte: http://www.arcauniversal.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário