terça-feira, 14 de junho de 2011

sábado, 11 de junho de 2011

A origem da raiva



Considere esse versículo: Deus é justo juiz, Deus que sente indignação todos os dias. (Salmo 7:11)

Por quê Deus sente indignação? Porque Ele é justo, ou seja, sabe o que é certo, e odeia o que é errado.

O que é a raiva, a indignação? É o sentimento que serve como um sinal de que alguma coisa está errada. Sendo assim, a raiva é um sentimento que vem de Deus, que nasce no coração dos que não aceitam a injustiça, nem que o mal e o que é errado prevaleçam. A raiva tem origem no próprio Deus, no Seu senso de justiça. O ser humano, como uma extensão de Deus, também tem esse sentimento já embutido na sua natureza.

Qual o contrário da raiva? É a passividade, a aceitação dos problemas, achar justificativa para eles. “É a vida.” “Eu não sou o único, muita gente passa por isso.” “Divórcio hoje em dia é normal.” “É a recessão.”

Quando uma pessoa vive alinhada com os pensamentos e princípios de Deus, ela também sente indignação todos os dias, pois nela está a mente de Deus.

A questão está no quê fazer com essa raiva ou indignação. Muitos que não sabem o que fazer, acabam aceitando a situação ou fazendo loucuras, explodindo essa raiva sobre outros de maneira errada.

Mas os que estão ligados nos pensamentos de Deus, também recebem d’Ele a direção correta sobre o que fazer com essa raiva. E aí, quando eles agem essa direção, a mudança acontece e a justiça prevalece.
Renato Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário