domingo, 30 de setembro de 2012


Carta aberta endereçada a Deus



A lágrima que cai, desbota tinta no papel
É uma carta aberta
endereçada ao Coração de Deus

É dura a realidade, a minha dor jamais termina
Já não ouço mais, os amigos viraram as costas
Então me pego olhando pro céu, procurando uma resposta

Se hoje eu crê
a fé me diz que assim seja
Meu Deus me entende, me responde, vira a mesa
No cenário dessa vida,
vem e muda o meu papel Pois és fiel

Se hoje eu crer, quando se abrirem as cortinas
Não vai se ver a mesma dor, a mesma cina
Porque o Autor da Vida entrou, mudou a cena
Deu solução pro meu problema

Nenhum comentário:

Postar um comentário