Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Quando ter tudo não é o suficiente História de médico ressalta a importância de Deus na vida dos que sofrem com um vazio na alma

Há muitas pessoas que têm tudo na vida e não conseguem ser felizes. Talvez porque na verdade o primeiro engano seja justamente achar que têm tudo. O médico Paulo Godoy é um exemplo de profissional bem-sucedido que se perguntava constantemente: “Por que tenho tudo e sofro com esse vazio?” Se você já se perguntou isso, vai se identificar bastante com a história dele, que se formou ainda muito jovem e conquistou respeito na sua profissão.
“Formei-me médico aos 22 anos, acreditando que o enorme vazio que sentia, desde criança, seria resolvido. Fiz a primeira especialização, de 3 anos, e me tornei um ótimo profissional, já reconhecido , mas continuei triste e angustiado”, relata Godoy.
Pode ser muito difícil de acreditar que alguém, mesmo com dinheiro para comprar o que quisesse, com respeito na medicina, fosse uma pessoa infeliz. Mas esse é um problema de muita gente que ainda acredita cegamente que a plenitude está somente nas coisas materiais, nas conquistas do mundo externo. Tudo isso é ainda muito pouco se um pequeno grande detalhe não estiver em dia.
Então, o médico que se especializou em cirurgias recorreu a outro colega de profissão para buscar ajuda. “Não entendia como eu tinha todas as coisas que sempre desejei e continuava com um vazio desolador. Procurei resolver isso com a ciência e fiz 5 anos de psicanálise. Nada mudou.”
Quem sabe um grande amor? Paulo era um homem que conquistava tudo o que desejava. Foi assim com a profissão e não seria diferente quando se interessou por Erica, com quem se casou. Pronto, agora, o médico cirurgião estava feliz como homem, afinal, tinha ao seu lado a mulher que ele considerava “maravilhosa, amorosa, completa e amiga”. Mas nem o sucesso na profissão, nem a ajuda de um especialista e nem mesmo o casamento foram suficientes para a felicidade dele. “Nosso casamento era maravilhoso, já durava havia 12 anos, mas eu continuava com um grande vazio, por falta de alguma coisa que eu não sabia como resolver. Nunca escondi isso da minha esposa.”
O encontro
Certo dia, os dois estavam andando de carro e conversando sobre o assunto quando Godoy começou a chorar copiosamente. Ali ele reconheceu que a única coisa que faltava era a presença de Deus. “Nunca havia entrado em uma igreja até os 52 anos de idade. Deixamos de lado o que íamos fazer naquela hora e entramos numa Universal.” O médico chegou no meio de uma reunião, ainda enxugando as lágrimas, e se deparou com as pessoas em pé em frente ao altar. “Eu nada entendia, mas fechei os olhos e pedi para Deus curar o meu vazio. Não levou mais do que alguns segundos e acabou meu vazio, pois Deus me preencheu totalmente.” Godoy teve um verdadeiro encontro com o Pai.
Para os que têm poucos recursos e não tiveram as mesmas oportunidades do médico, o contato com Deus é capaz de proporcionar novas conquistas, em todos os setores da vida. Mas com Godoy, o caminho foi diferente, pois ele já tinha tudo aos olhos humanos.
“Fiquei tão feliz , forte e completo. Reconheci  que Deus guardou minha vida e me esperou. Passei a ir à Universal todos os dias e entendi que devia ser grato por tudo o que Deus fez por mim. Ele me deu tudo. Deu sentido para a minha vida. Fez tudo por mim.”
Godoy hoje se considera uma pessoa 100% feliz e, por isso, resolveu retribuir a graça recebida. “Pedi a Deus uma ideia para ajudar as pessoas e, mais uma vez, tive uma resposta.” Especializado em medicina do sono, ele criou um produto que ajuda no combate à apneia do sono e ao ronco. A descoberta já é sucesso no Brasil e em diversos países. “Hoje me dedico totalmente a essa missão. Minha lição é saber que tudo é de Deus e Ele permite que sejamos seus administradores. Pois antes eu tinha absolutamente tudo que o trabalho e o dinheiro conseguiam. Agora tenho Deus, que me dá paz, e sou feliz por completo. Com Deus eu tenho tudo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário